Sua empresa funcionaria sem você?

Quase todo empresário inicia um negócio no qual tem habilidades e competências para executar os serviços. Isto é o mais normal. Por este motivo, o proprietário da empresa é uma referência sobre todo o funcionamento do negócio e acaba por centralizar demais as atividades e mantém as informações só com ele.

Já foi época em que se dizia a expressão “o olho do dono é que engorda o boi”.

Se um empresário não pode se afastar do seu empreendimento por alguns dias sem que o caos se instaure, a própria empresa perde muito do seu valor como negócio. Para que valha mais, precisa funcionar de forma independente, bastando que os processos estejam claros e as responsabilidades compartilhadas.

O principal obstáculo para se alcançar este resultado em nossas empresas tem sido a centralização do dono. É como se tudo na empresa tivesse que passar por ele para ser aprovado, verificado ou discutido. Cada colaborador da empresa tem que pedir a bênção do chefe para que o trabalho vá à frente. Quando isto acontece, nenhuma pessoa da equipe irá se sentir segura em tomar decisões ou realizar qualquer transação na empresa, pois será criticada se cometer algum erro, por menor que seja.

Para que uma empresa possa funcionar sozinha, é necessário que o máximo possível do negócio esteja orientado a processos, que devem estar formalizados para serem seguidos por todo colaborador, gerando indicadores de desempenho para que possam ser gerenciados de maneira profissional.

Se a sua empresa não sobreviveria sem a presença do dono, verifique se as atividades do dia a dia estão exigindo muita participação desta pessoa e busque a formalização. Um caminho para isso é através de uma consultoria em processos, visando transformar sua empresa em um negócio plenamente gerenciável. Ao fazer isto, sua empresa estará apta a encontrar sucessores e seu valor de mercado irá subir consideravelmente.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.