Como está a sua autoestima?

Mas… o que de fato vem a ser autoestima?

Existem muitas respostas para essa pergunta… Pode estar relacionada a autoimagem, autoconfiança, automotivação e tantas outras possibilidades, mas uma coisa é certa, tem a ver com um sentido de satisfação consigo em relação ao mundo. A pessoa que possui bons níveis de autoestima consegue superar melhor as adversidades e ver a vida sob uma ótica mais otimista, logo possui níveis mais elevados de bem-estar subjetivo. E é exatamente por isso que estamos tão ávidos a buscar melhores formas de “aumentar” nossa autoestima.

Existe receita? NÃO! Mas existem caminhos.

Caminhos que insistimos em tentar não percorrer, estamos sempre a busca de caronas e atalhos, temos pressa!

Ao nascer cada um de nós recebe uma cota de tempo… uns mais, outros menos…

O maior bem que possuímos é o tempo pois sem ele não somos nada, sequer existimos. Aprendemos que o tempo é “dinheiro” como se o dinheiro fosse maior que o tempo ou mais importante. Mas é interessante quando a gente faz a pergunta: Vivemos sem dinheiro? A resposta é sempre recheada de explicações e ambiguidades… “Claro que sim, mas viver sem dinheiro pode ser bastante desconfortável…”

Ok! A segunda pergunta é: Vivemos sem tempo? Não estou falando da falta de tempo cotidiana… Estou falando do FIM do nosso tempo aqui na terra se nosso tempo de vida acabar hoje. Vivemos sem o tempo? Só existe uma resposta possível: Não! Então deveríamos ressignificar a frase: Tempo é vida.

Se tempo é vida, por que temos pressa?

Temos pressa de viver, ou temos pressa de morrer?

Se tempo é vida, por que não percorremos os caminhos com atenção a cada detalhe que se apresenta?

Possuir níveis elevados de autoestima tem a ver com percorrer seu caminho… gentilmente, com um espírito grato pronto a perdoar e transcender. Substituir a lente da desesperança pela lente das possibilidades.

Vamos elevar nossa autoestima?

Hoje mesmo comece sendo grato, expresse sua gratidão em sua mente, seu espírito e com suas ações.

Pegue nas mãos de alguém, olhe nos olhos dessa pessoa e diga apenas… obrigado… Parece simples? Então dê esse primeiro passo!

Pense em alguma situação que te magoou profundamente, procure olhar por outro ângulo, busque compreender o todo… Fale pra si mesmo “eu desejo perdoar”… Respire… Respire… Respire… Repita esse exercício até sentir-se em paz.

Novamente seja grato… Apazigue seu coração e transcenda…

Se você quer saber, como está o nível da sua autoestima, clica no link abaixo e faça seu teste!!!

https://pt.surveymonkey.com/r/niveldeautoestima

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.