Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

Os 4 níveis da mudança

Imagine você acordando um dia de uma forma diferente; não sabe como, mas seus problemas internos sumiram e você é como uma nova versão sua. Quais as diferenças você notaria em você? No seu jeito de pensar e sentir, em seu comportamento? Quais as mudanças que aconteceriam em sua vida pessoal e profissional? E em sua financeira e relacionamentos? O que seria diferente a partir do momento em que você acordasse mudado?

Na Programação Neurolinguística (PNL) chamamos isso de enquadramento de possibilidades para visualizarmos as mudanças que são possíveis em nós. A mudança é algo natural em nossas vidas. Estamos em mudança constante, nosso corpo, nossa mente, nossas emoções… Nada permanece imutável.

Agora a questão é: Você tem dado direção para esta mudança? Se não damos direção para as mudanças que queremos, provavelmente teremos que conviver com algumas mudanças que não queremos. Charles Dohigg em seu livro o Poder do habito diz que a maior parte dos nossos comportamentos estão “programados” em nossos hábitos e só alcançamos a mudança que queremos quando transformamos os mesmos; e isso conseguimos pela mudança interior, o trabalho que a PNL faz. Chamamos nas PNL estas “programações” de Meta-programas, são os filtros mentais, nossas formas de perceber o mundo em nós que regem os nossos hábitos.

Então podemos nos perguntar: O que é a Mudança? Como a mudança funciona? Onde é o ponto da mudança? Existem 4 níveis da Mudança que aprendi com a Neuro-semântica (uma evolução da PNL) que nos levam a mudança. Estes níveis operam em nossas programações fazendo com que a mudança ocorra de dentro para fora, ou seja, da mente para os hábitos. Você está pronto para conhece-las? Então vamos lá:

1º Nível da Mudança: MOTIVAÇÃO. A primeira coisa que precisamos trabalhar se quisermos a mudança em nós ou nos outros é a motivação. A Motivação funciona como uma “dança” de aproximação e afastamento que cria a energia da visão do que queremos e do que não queremos. É o sistema de atração e aversão que temos em nós. O que atrai você para a mudança? Do que você quer se afastar com a mudança. O que você não está mais disposto a tolerar em sua vida? O que você deseja muito, que você se sente atraído? Cada um de nós tem uma preferência de motivação, uns são motivados a afastar-se de algo e por isso mudam, outros sentem-se empurrados para algo e mudam; por exemplo: A pessoa quer um corpo saudável, a motivação pode ser para fugir de doenças ou aproximar se do prazer de ter um corpo saudável. O que motiva mais você, fugir da dor ou ir ao encontro ao prazer?

2º Nível da mudança: DECISÃO.  É sobre como respondemos as situações e motivações. Como você reage quando é confrontado? Aqui temos outras duas programações que regem a decisão. Reflexão e Ação. Você primeiro reflete e age ou primeiro age e depois reflete? Aqui encontramos o ponto de alavancagem para a mudança, se você é mais reflexivo que ativo, explore suas melhores crenças para fazer a mudança que deseja. Se você é mais prático, desafie-se a agir com comprometimento.

3º Nível da Mudança: CRIAÇÃO. Tudo é criado duas vezes, primeiro dentro de nós e depois fora, isso também ocorre com a mudança. Precisamos de referências para criar. Alguns buscam suas referências internas em seus sistemas de valores e critérios, outros buscam externamente em ações e opiniões de outras pessoas que fizeram a mudança que ela deseja. Qual é a sua referência preferida, interna ou externa? Quando você começar a criação ou estratégia de como mudar lembre-se de checar dentro e fora de você as estratégias para consegui-la.

4º Nível da Mudança: INTEGRAÇÃO. Na parte final do processo de mudança, precisamos comparar as diferenças e semelhanças da mudança. Se a mudança trouxe diferenças e se ela está harmoniosa com outras áreas da vida. Este processo é importante para integrar a mudança em seu mundo pessoal.

Em qual destes níveis você se encontra hoje para realizar as mudanças que você deseja? A situação que imaginamos no início deste artigo é possível quando mudamos nossas programações nestes quatro níveis.

A Mudança que você deseja é possível.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.